terça-feira, 17 de junho de 2014

Nos "penhascos de moer"!



Preparados para mais um dia de canseira? Ups... quero dizer, para mais um longo passeio na costa irlandesa?

Desta vez...continuamos no litoral do sudoeste mas não nas praias! Vamos, agora, conhecer a sua atração natural mais visitada por ano [com um milhão de visitantes]: os Cliffs of Moher, cenário de filmes (a começar por "Harry Potter e o príncipe misterioso") e anúncios publicitários!

Mas, antes disso, nada como um valente pequeno almoço irlandês para restabelecer as energias!

No nosso terceiro dia na Irlanda, deixamos Galway e partimos em direção ao condado de Clare, onde existem estes elevados penhascos que chegam a atingir os 214 metros no seu ponto mais alto e cobrem uma extensão de oito quilómetros na sua costa ocidental. Muitas paisagens verdejantes a perder de vista (e de tirar o folego!), alguns lagos cristalinos e novamente o enorme marzão do oceano Atlântico foram alguns dos ingredientes principais deste dia!




Esfaimados, paramos no primeiro local que encontramos aberto e acabamos por tomar um tradicional pequeno almoço num típico pub em Doolin (McGanns), onde fomos também os primeiros clientes (isto às 9.50H da manhã)!




Após, outros bonitos vilarejos encontrados pelo caminho, chegamos! Pagamos a entrada no estacionamento (6€ por adulto) e depois visitamos o interior do centro de visitantes, este completamente dissimulado, qual enterrado na rocha natural como uma gruta (as paredes estão revestidas de pedra local e o telhado coberto de relva), onde existem boas infraestruturas (restaurante, casas de banho, multibanco, lojinhas, pequena sala de cinema...). Situado no piso térreo, no lado esquerdo está, também, uma bonita exposição dedicada ao local.

Como estava um pouco de vento agasalhamo-nos o melhor possível (é, também, absolutamente importante levar água potável) e começamos o nosso passeio que durou horas, desde o centro até à torre sul (Hag's Head) e desta até à torre norte (O'Brien's Tower), apesar de existirem trajetos muito mais longos (e que demoram o dia inteiro!).



E só vos posso afirmar que estes penhascos são de cortar a respiração! O seu segredo? Há 320 milhões de anos, esta área era muito mais quente e estava situada na foz de um grande rio, que trazia com ele lama e areia, que despejados terão ainda permanecido e formadas as camadas aí hoje existentes.



As elevadas rochas com camadas finas de argila xistosa preta e grés são simplesmente espetaculares! Considerada como zona de proteção comunitária de aves possui 20 espécies de aves nidificantes e é a casa da maior colónia continental de aves marinhas na Irlanda [e apesar de estarem lá centenas, não consegui ver as minhas favoritas (papagaios do mar)].




Cliffs of Moher devem o seu nome a um antigo forte (Mothar) destruído durante as guerras napoleónicas, onde foi erguido depois o seguinte farol (atualmente, muito abandonado e degradado) em Hag's Head. Para lá chegarmos seguimos os trilhos (e os visitantes!) com proteções de pedra da região que nos protegeram das alturas e da manada (ou seriam eles de nós?).









Com vistas soberbas sobre o oceano atlântico, ali é possível ver as ilhas Aran e muito mais...

Uma pausa para admirar as Aran no fundo...


Depois regressamos até à torre de O' Brien, construída em 1835 pelo visionário Cornelius  O'Brien como ponto de observação para turistas, que é paga (2€).









Continuamos e só paramos para almoçar muito tardiamente em Killarney, antes de dormimos num elegante Bed & Breakfast em Kenmare.

Como, às vezes, a vida pode ser maravilhosa! Contudo, no dia seguinte foi, ainda, melhor!

8 comentários:

  1. Ubuntu!!!! Cada foto linda, me deu a maior vontade de ir tb pra esse paraíso!
    Parabéns pelo relato, gostei demais. Bjs

    ResponderEliminar
  2. O Uau saiu como Ubuntu você percebeu? Kkkkkkkk
    Meu corretor me mata de vergonha!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não faz mal Camila! Até que "Ubuntu" ficou demais. Obrigada pelo comentário. Beijinho.

      Eliminar
  3. Que lindo lugar marta!
    Beijos, Deus abençoe.

    ResponderEliminar
  4. Espetacular!
    Que paisagens de cortar a respiração!
    Bjs,
    Paula
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  5. A bela Irlanda verde e selvagem. Gosto embora não tenha visitado. E talvez já não visite. Acho uma excelente escolha de férias. Já agora deixo aqui uma sugestão de visita para a sua lista de espera e para quando houver tempo ( ...),que visitei há uns anos e adorei, a Noruega. Até fica barato pois tudo é visitável em transportes públicos.

    ResponderEliminar
  6. Obrigada Donna, Paula, Tomásia e Carlos pelos vossos comentários! Beijinhos.

    ResponderEliminar