sábado, 24 de maio de 2014

Dicas e preparativos de viagem para a: Irlanda!

23.20H (13 de Maio)! Uma volta na cama...mais outra! Qual bicho inquieto, o calor não me deixa dormir. Além disso, sinto borboletas no estômago! Mas não julguem que são daquelas pequeninas, não senhor! São, sim, enormes e esvoaçantes, sinal de que estou quase a arrancar, quero dizer, viajar... e em todas as vezes, a sensação é a mesma ao concretizar mais um sonho, desta vez conhecer a República da Irlanda!


O estereótipo da Irlanda dos meus sonhos!

E fico assim, passo mais cinquenta minutos acordada, dou mais umas mil voltas e finalmente consigo adormecer!
 3.00H (14 de Maio)! Hora de acordar! O som do telemóvel desperta-me e as borboletas "atacam-me" de novo, estão mais loucas que nunca! Afinal, faltam pouco mais de sete horas para visitar este novo país. Será que não me esqueci de nada?!
Ora vejamos...
Em relação aos voos fomos novamente na Ryanair mas a partir de Faro! Certinho e direitinho, vimos a bonita ria Formosa de um outro ângulo, com destino final à capital: Dublin! É impressionante a quantidade de voos e cidades diferentes que opera esta companhia aérea low-cost no seu país de origem. Fiz a pesquisa e as reservas diretamente no site da Ryanair, mas antes disso pesquisei no skycanner (www.skycanner.pt/) e na momondo (www.momondo.pt/) previamente (nos últimos meses) e se tivesse comprado com um mês de antecedência teria comprado os bilhetes a metade do preço!

Antes de viajar nunca me posso esquecer de fazer o "check in online" e imprimir as folhas de embarque! Check! Além disso, é absolutamente imprescindível levar o cartão de cidadão/ bilhete de identidade/ passaporte! Check!


Vista fenomenal da Ria Formosa


Como esta viagem foi planeada à última da hora, em relação ao alojamento (aliás tinha programado três destinos distintos nos últimos meses) marquei novamente tudo pela Booking (www.booking.com/).

Com o tempo relativamente curto (só seis noites) sabia que não podia percorrer todo o país, razão pela qual optei por essencialmente percorrer parte do sudoeste irlandês, depois de muito ler o blog da Patrícia de Camargo (www.turomaquia.com/), a quem agradeço! Agradeço, também, ao "Diário das viagens (https://www.facebook.com/diariodas.viagens), à Joana e à Sandra, ambas residentes nas Irlandas!

Assim dormimos duas noites em Galway, duas noites em Kenmare (Bed & Breakfast 4 Mile Lodge, na foto seguinte), uma noite em Kilkenny e a última em Dublin, quatro bons e diferentes alojamentos em quatro cidades distintas!

Não esquecer de imprimir todas as folhas relativamente aos vários alojamentos (ou ter os mails de confirmação dos mesmos no smartphone)! Check! Em alguns deles é necessário levar o mesmo cartão Visa aquando da reserva! Check!




Por causa das temperaturas baixas [10-18ºC], em relação ao algarve que andava nos vinte e tais nos últimos dias antes da nossa viagem, o nosso vestuário, além de um bom casaco com capuz (para proteger da chuva) levamos polares, blusas de mangas compridas, calças de ganga, calças de lã e duas t-shirts (que não cheguei a utilizar). Agora a Ryanair já não é tão chatinha como d'antes e podemos levar até dois volumes de mão (no entanto, as medidas são restritas para cada um), embora tenhamos optado por levar também mais uma bagagem de porão (necessária para qualquer garrafinha de whiskey que pudesse aparecer...hahaha).

Ter atenção ao peso e medidas das bagagens (estas informações estão disponíveis na regulamentação interna da companhia aérea)! Check!


Em relação à alimentação, na maioria das vezes, optamos por restaurantes classificados no Tripadvisor, comida italiana ou então mesmo fast food (quando estávamos mesmo "desesperados"). A seguir podem ver um pequeno almoço típico irlandês com feijão, bacon, salsicha, batata frita e black pudding, um enchido semelhante à morcela, acompanhado de café com leite, sumo de laranja e pão preto. Na frente, um pequeno almoço continental constituído por leite com cereais, café com leite, sumo de laranja, torradas e pão preto com várias compotas.




Claro que também provamos outras iguarias como carne assada com puré de batata, alguns frutos do mar e outros produtos originários do país como a cerveja Guiness, a cidra Bulmers e o whiskey Jameson.


Para o aluguer do carro, desta vez reservamos pela Budget, a partir do aeroporto de Dublin, que nos foi buscar e levar ao mesmo, de carrinha, pois a central de reservas fica no próprio aeroporto mas as viaturas estão situadas a alguns quilómetros (o que evita o pagamento de taxas de aeroporto). Optamos por pagar um valor extra por dia para a diminuição da franquia e deram-nos um Skoda fabia, que apesar de não ser novo, andou impecavelmente.




A maioria das estradas são boas, embora um pouco acanhadas nas zonas mais verdejantes e montanhosas (especialmente nas zonas turísticas onde circulam muitos autocarros). Pequenas distâncias levam muito tempo a ser percorridas (o nosso itinerário teve de ser um pouco alterado por causa disso), são bem sinalizadas e apesar de se circular à esquerda, as limitações da velocidade são em km/h e os condutores respeitam-nos (e sem buzinadelas à exceção de Dublin)!




Nas autoestradas percorridas, por nós, pagamos (estas no local) quatro portagens de 1,9€ e uma outra de 3,10€, nas saídas 6 e 7, na M50 (que rodeia Dublin, equiparável à segunda circular em Lisboa), pagável em lojas com payzone como o minimercado Spar, no próprio aeroporto, pagamento esse obrigatório até às 20 horas do dia seguinte ou online (www.eflow.ie).

Para levantar a viatura é necessário trazer a folha de confirmação da viatura (ou mail no smartphone), cartão de cidadão/passaporte, carta de condução e cartão Visa utilizado aquando da reserva! As restantes informações (como franquia, pagamentos extra, portagens) foram-nos dadas no momento do levantamento da viatura. Check!


Todas as atrações foram compradas, no local e no momento, sem filas à exceção do Trinity College!



E sem mais delongas vamos, agora, para Galway (Joana, a tua cidade!), a nossa primeira cidade irlandesa!

8 comentários:

  1. Brigaduuu Marta pelo carinho!
    Patricia

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Marta... Fico ansiosa pela minha cidade :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Texuga,

      Quase, quase a "sair do forno"! Beijinhos.

      Eliminar
  3. A Irlanda é um dos destinos que mais quero visitar!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Belíssimos conselhos! Ainda não fomos à Irlanda. Queremos ir à Escócia... qualquer dia!
    Diverte-te!
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Obrigada Carpe e Teresinha! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Para ir até ao Centro, não preciso nada disso, a boa vontade serve! É por isso que viajo para fora cá dentro. Talvez porque, ao longo da vida, viajei tanto que agora quero mais sossego.
    Bj e abraço

    ResponderEliminar